Artigo
19/09/2017
O DRAGÃO E A ESPADA - INCLINAÇÃO PLANETÁRIA

Relato de aula assistida em desdobramento físico nesta noite

 

A Inclinação do eixo natural terrestre se deu nos primórdios da derrocada da Era de Ouro de Antiga Atlântida nas batalhas que promoveram o primeiro afundamento da grande Ilha de Posseidon dando origem a Ruta e Daitia e posteriormente a continuidade da derrocada e afundamento final do continente tido hoje como continente perdido.

Estas alterações na geografia Etérica e física planetária afetou de forma direta as chamadas Linhas de Ley Planetária atuando diretamente no influxo planetário e levando o mesmo a uma inclinação inicia de 3,53 graus. Este efeito alterou a densidade astral e etérica e o peso específico do planeta fazendo com que este passasse a girar desbalanceado ou em desequilíbrio. A continuidade da derrocada humana se deu de forma contínua levando a atualidade a uma inclinação de quase 7 graus fazendo com que o planeta oscile ao fazer o giro em torno do seu próprio eixo. Isso causa um desbalanceamento natural nos campos mais sutis pois quanto mais se adensa o plano extrafisico maior é o peso específico astral do planeta e assim o mesmo passa a ter seu eixo natura forçado a inclinação e a alteração do influxo magnético e das forças da natureza.

Assim nascem então divisões e planos extra físico mais densos que inicialmente em etapas primórdias não passavam de 4 camadas vibratórias e era facilmente transposta pelo sutil tecido da realidade que separava o plano físico do extra fisco.

O adensamento da estrutura extrafísica naturalmente cria então mais subdivisões vibratórias a mais tarde a separação em zonas de deterioração (Vulgo Umbral) e zonas abissais que alocaram seres de maior densidade e de certa forma maior periculosidade ao sistema de vida terrestres. É a ação da Lei das forças telúricas reorganizando o Caos.

Hoje o sistema Gaya regurgita através das forças de sua mãe Natureza as dores e mazelas acumuladas em forma de Tsunamis, Terremotos, Maremotos, Vulcões, Tornados dando respostas aos desatinos e desequíbrios sistêmicos causados pelo Homem.

A mediunidade “forçada” nasceu como efeito Karmico devido a inclinação do eixo que forçosamente provoca uma abertura de 3 a 7 graus na estrutura astral/etérico/físico provocando uma fenda natural que muitos chamam de Mediunidade ou Campo Aberto fazendo com que estes sejam corresponsáveis pela reestruturação do plano extrafísica mental e astral e plano etérico devolvendo o equilíbrio ao sistema como um todo.

Conforme o processo de reurbanização extrafísica se opera através dos mecanismos da mediunidade tarefa o peso específico do planeta se dilui e as camadas umbralinas e abissais se diluem também diminuindo a oscilação entre eixo rebalanceando o sistema Gaya. Conforme relatado pelo nosso amigo Wanderley Oliveira e dito também em outras literaturas presentes até o momento como O FIM DA ESCURIDÃO de Robson Pinheiro o processo de Reurbanização extrafísica está se operando a todo vapor...muitas áreas do antigo Umbral como o Vale do Suicidas e Vale do Sexo não se operam mais e médiuns chamado Volitadores e Saneadores reencarnaram em massa para serem os operadores do Exército Crítico ativos e mais conscientes de seu compromisso com o sistema GAYA e seus habitantes de todas as esferas de vida física e extrafísica.

Está tudo JUSTO E PERFEITO como deve ser.

Façamos a nossa parte...

“Equilibra te sobre os pés que teu eixo entrará em harmonia e teu mental se estabilizará está e a lei. “

Publicado por Fabio NASA
» VOLTAR
COMENTÁRIOS
LISTA DE ARTIGOS

Contatos

(11) 9 9811-1163
contato@fabionasa.com.br

Conversa via Skype:

Compartilhe

Cadastre-se


Cadastre seu e-mail e receba as novidades e atualizações.